Offcanvas Section

You can publish whatever you want in the Offcanvas Section. It can be any module or particle.

By default, the available module positions are offcanvas-a and offcanvas-b but you can add as many module positions as you want from the Layout Manager.

You can also add the hidden-phone module class suffix to your modules so they do not appear in the Offcanvas Section when the site is loaded on a mobile device.

0044 889 555 432
office@delight.com
64184 Vincent Place

img20220223175006809MED

Paulo Sergio/Câmara dos Deputados

O Projeto de Lei Complementar (PLP) 73/21, popularmente conhecido como Lei Paulo Gustavo, que libera R $3,8 bilhões em recursos para minimizar os impactos da pandemia no setor cultural, consta na pauta da sessão desta quarta-feira, 23.  Em discurso na Tribuna, a deputada Joenia Wapichana reforçou posicionamento pela aprovação do PL e saudou artistas e trabalhadores culturais do estado de Roraima. 

Mencionou importantes artistas indígenas, como Bartô  Patamona, Elton Taurepang, Charles Gabriel, Marciano Wai-Wai, Carmézia Emiliano, Vanda Macuxi e outros artistas das organizações indígenas, como Caxiri na Cuia. Também lembrou dos grupos culturais das organizações Kapoi, Dunnui Sannau, ODIC e outras que têm como bandeira de luta a valorização da cultura, como dança, cantos, grafismo, artesanato e as línguas indígenas.

Citou a maior expressão cultural e artística que marcou a história de Roraima, o Grupo Roraimeira, composto pelos cantores e compositores regionais Neuber Uchôa, Eliakin Rufino e Zeca Preto. “Crescemos ouvindo as músicas regionais do nosso Estado, Roraima”, disse ao lembrar ainda do cantor e compositor indígena Vamilton Wapichana, além de Serginho Barros,  Euterpe, George Farias e outros que, segundo ela, “compõem a trilha musical do Estado”.  

Ao reforçar que a Lei Paulo Gustavo ajudará a concretizar planos artísticos, a deputada lembrou de Jaider Esbell, já falecido, artista indígena contemporâneo, que marcou história no mundo da arte. “Recursos como esses, da Lei Paulo Gustavo, podem ajudar a concretizar planos artísticos, como foi o eterno artista Jaider Esbell, macuxi, artista indígena contemporâneo que marcou a nossa história no mundo da arte e que se tornou exemplo não só para Roraima, mas também para o Brasil e quiçá para o planeta”, lembrou. 

Nas últimas semanas houve mobilização nacional pela aprovação da Lei Paulo Gustavo. Em Roraima, o Comitê Pró-Cultura de Roraima,  composto por diversos setores, também se mobilizou em prol da causa. 

Representantes do setor de audiovisual, como Thiago Bríglia e Éder Rodrigues, também foram lembrados. “Espero que seja aprovado na data de hoje, com tanta significância e importância para a nossa cultura no Brasil. Dessa forma, também traremos esse benefício aos artistas indígenas”, destacou.