Offcanvas Section

You can publish whatever you want in the Offcanvas Section. It can be any module or particle.

By default, the available module positions are offcanvas-a and offcanvas-b but you can add as many module positions as you want from the Layout Manager.

You can also add the hidden-phone module class suffix to your modules so they do not appear in the Offcanvas Section when the site is loaded on a mobile device.

0044 889 555 432
office@delight.com
64184 Vincent Place

opir 1

O segundo dia de atividades da XXVII Assembleia Estadual da Organização dos Povos Indígenas de Roraima (Opirr), realizada de 02 a 04 de dezembro, na Comunidade Três Corações, no Município do Amajari, foi marcado pela participação da deputada Joenia Wapichana (REDE), que teve a oportunidade de apresentar as ações do mandato direcionadas à educação indígena, detalhando as emendas de bancada que foram destinadas integralmente para obras de reforma e ampliação de escolas indígenas, além de aquisição de mobílias.

Embora a pauta do encontro fosse educação, Joenia fez questão de destacar que o principal papel do mandato coletivo indígena, que nasceu da indicação da Assembleia Geral das Comunidades Indígenas, é a defesa dos povos indígenas em Brasília, atuação que ela fez questão de frisar e a reafirmar aos cerca de 600 participantes da assembleia, principalmente neste momento em que as comunidades indígenas enfrentam ações violenta da Polícia Militar.

opir 3

A deputada Joenia foi a única parlamentar de Roraima que destinou todas as suas emendas de bancada, por dois anos consecutivos, para recuperação e estruturação de escolas indígenas. Foram quase R$45 milhões até agora destinados para obras de reforma e ampliação de escolas, construção de quadras esportivas e aquisição de mobílias.

No ano de 2020, foram destinados R$20,4 milhões  para beneficiar 52 escolas, das quais 23 já estão com o documento de autorização para início das obras; outras 29 estão em fase de elaboração de projetos. Neste ano de 2021, foram destinados R$24,5 milhões para obras em 37 escolas, cuja tramitação ainda segue, estando na fase de cadastramento dessas unidades. Estão incluídas ainda a construção de quatro quadras esportivas.

Joenia afirmou que desde o início de seu mandato vem recebendo demandas das comunidades. Por se tratar de um mandato coletivo indígena, ela disse que foi criada uma comissão composta por coordenadores regionais e estaduais da Opirr responsáveis por ouvir as lideranças e apontar as prioridades das comunidades que seriam contempladas nos anos de 2020 e 2021.

"O que estamos vendo aqui é resultado dessas demandas indicadas. Todas essas demandas foram indicadas através da Opirr. Além dos pedidos de ampliação e reforma, recebi oito pedidos de construção de escolas, mas, infelizmente, não foi possível, pois, para atender o maior número de escolas, as indicações foram destinadas para ampliação, reforma e mobílias", disse Joenia.

A deputada Joenia lembrou que, desde que as escolas indígenas foram construídas, há 30 anos, nunca receberam obras de reforma ou ampliação, muito menos de construção de novas unidades. Lembrou que, ainda como advogada das comunidades indígenas, em 2015, durante a greve geral dos professores, acompanhou a manifestação dos professores indígenas da Opirr e dos tuxauas.

"Quando eu tive que decidir sobre as minhas emendas de bancada, aquela manifestação pesou muito. Porque eu colaborei, como assessora jurídica das comunidades indígenas, na elaboração do dossiê de 2015, quando professores e lideranças ficaram por mais de 30 dias na Praça do Centro Cívico. O que me pesou foi aquele documento", relembrou ao frisar que, por ser parlamentar de primeiro mandato, não teve direito a apresentar emenda no ano de 2019.

opir 2

A coordenadora da Opirr, Edite Andrade, antes de conceder a palavra para a deputada Joenia Wapichana, disse que ela é a voz dos povos indígenas no Congresso e chamou a atenção para os jovens que estão em processo em formação, para que eles estejam na luta junto com os professores indígenas na busca por qualidade de ensino e na luta pela melhoria na estrutura das escolas indígenas. 

A fala de Edite foi diante do grupo Filhos de Makunaima, formado por jovens e adolescentes da Comunidade Enseada, da Região das Serras, na Terra Indígena Raposa Serra do Sol, os quais fizeram a recepção de Joenia com danças indígenas na quadra esportiva da escola indígena da Comunidade Três Corações.

Fotos: Lohana Chaves