Offcanvas Section

You can publish whatever you want in the Offcanvas Section. It can be any module or particle.

By default, the available module positions are offcanvas-a and offcanvas-b but you can add as many module positions as you want from the Layout Manager.

You can also add the hidden-phone module class suffix to your modules so they do not appear in the Offcanvas Section when the site is loaded on a mobile device.

0044 889 555 432
office@delight.com
64184 Vincent Place

 

ONU 1

A grave situação do povo Yanomami, motivou a deputada Joenia Wapichana e o líder indígena Dário Yanomami a se reunirem na manhã de hoje, no gabinete em Brasília, com o representante regional para a América do Sul do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH), Jan Jarab, para reforçar as denúncias já enviadas à Alta Comissária da ONU para Direitos Humanos, Michelle Bachelet, e demais órgãos públicos.  

A deputada Joenia Wapichana fez um breve resumo sobre as providências que o mandato tem feito em relação às denúncias de violações dos direitos humanos do povo Yanomami encaminhadas pela Hutukara Associação Yanomami (HAY) e amplamente noticiadas. A Deputada falou que cobra de autoridades do Poder Executivo como o Ministério da Justiça (MJ), a Polícia Federal, a Fundação Nacional do Índio (Funai) e o Conselho Nacional da Amazônia ações contra o garimpo na Terra Indígena Yanomami, que afetam  particularmente, crianças e mulheres indígenas.

Ela mencionou também as ações realizadas na Câmara dos Deputados  como a realização de audiências na Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara ( CDHM) que vai tratar sobre a violência contra as crianças Yanomami, como o casos mais recente  da morte de duas crianças de 05 e 07 anos que, segundo a denúncia, foram arrastadas por uma draga utilizada pelo garimpo.

O crescimento do garimpo tem afetado também o atendimento à saúde, ocasionando o aumento de malária e desnutrição em crianças Yanomami, conforme amplamente denunciado à imprensa pela Hutukara.

Dário Yanomami também reforçou sobre o agravamento da situação no território Yanomami com aumento de garimpeiros ilegais. “A situação do meu povo não está bem. O mundo inteiro está sabendo sobre a crise sanitária do meu povo yanomami, principalmente as crianças que estão sentido o impacto dos garimpeiros que estão se aproximando”, relatou Dário, ao pontuar também sobre a poluição dos principais rios na terra indígena, como o Uraricoera, Mucajaí, Apiaú e Catrimani, devido o uso do mercúrio utilizado no garimpo ilegal.  Esses rios são a fonte de consumo dos indígenas.

Além da violência contra os indígenas, outro agravante é o aumento da malária. Dário informou que no ano passado houve um aumento de 27 mil casos, afetando principalmente as crianças.  Dário informou que recentemente uma criança de 07 anos morreu vítima de malária. “ A malária está matando as nossas crianças. Então é uma situação muito grave”, reforçou Dário.

Durante a reunião, o Representante demonstrou preocupação com os fatos apresentados e ressaltou o comprometimento do ACNUDH com a garantia dos direitos dos povos indígenas, garantindo que o Escritório seguirá atento e acompanhando as graves violações contra pessoas defensoras dos direitos humanos, bem como a proteção das comunidades indígenas no país.